Área de Intervenção

A freguesia de Tresminas, situada no concelho de Vila Pouca de Aguiar, apresenta elevada concentração de vestígios patrimoniais arqueológicos resultantes da exploração do ouro durante a ocupação Romana da Península Ibérica. Estes vestígios incluem locais de extração e sistemas hidráulicos Romanos.

Hoje é ainda possível observar barragens e aquedutos ao longo de vários quilómetros, impressionantes crateras resultantes nas técnicas de extração então utilizadas, sistemas de galerias usadas no transporte de minérios e no escoamento da água. Este conjunto de elementos, considerado um dos principais centros de extração de ouro da Península Ibérica, evidencia excecional valor arqueológico e arquitetónico e é já classificado como imóvel de interesse público. A paisagem aurífera de Tresminas é por conseguinte um valor cultural de grande importância para o desenvolvimento territorial e socioeconómico, não podendo ser esquecida como paisagem dinâmica e evolutiva.

É nesta fusão de perspetivas, onde o passado se cruza com o presente, que se pede aos participantes do workshop que desenvolvam programas projetuais capazes de valorizar a paisagem, sua fruição e visitação, dando a conhecer o património arqueológico, natural e cultural, onde a evolução e dinâmicas nem sempre levaram aos usos e ocupações mais adequadas a cada lugar.